Tomé Rodrigues Sobral (21.12.1759 – 20.09.1829)

20.00 

A vida de Tomé Rodrigues Sobral mostra-nos como de uma peque¬na aldeia, Felgueiras, onde ainda tem parentes, pode sair um cientista que muda o panorama científico de um País, que acaba de ter uma Reforma Universitária que potencia ao longo de quase cinquenta anos de trabalho.
Para se libertar de mitos como o flogisto e também de Scopoli, vemos como leu atentamente os trabalhos de muitos químicos, farmacêuticos e médicos, estrangeiros e nacionais, criando uma Filosofia de Ciência própria, com que mais tarde interveio politicamente na mudança do paradigma da nossa economia industrial e interveio na luta contra os invasores franceses, que se vingaram destruindo a sua casa e queimando a sua biblioteca, que, intuímos, era muito rica.
Mostrando os requisitos que a Igreja Católica o obrigou a cumprir para poder ser frade, analisámos como foi constituído o seu dote.
Chegamos por fim a um balanço final da sua vida que se revela rico pelos muitos trabalhos que realizou, detalhando alguns num anexo final, um sobre o combate a epidemias e outro sobre a riqueza que as minas conhecidas contêm.

X