João Afonso Esteves de Azambuja – Sob o Signo da Equidade e da Força – Ensaio Biográfico e Filosófico

20.00 

«Face às pretensões de Castela que violara o tratado de Salvaterra inva­dindo Portugal, o povo revolta-se e escolhe o Mestre de Avis como regente e protector do reino. Levanta-se, então, a questão da legitimidade. Questão que é resolvida electivamente nas Cortes de Coimbra de 1385.

Segue-se a guerra com Castela. Portugal vence, afirmando a sua Força em Aljubarrota. Porém, num novo quadro político, a questão da legitimidade subjaz. Com isso, surgem as concepções que remetem para a Equidade e o bom governo: nasce o Estado Moderno. Com a Dinastia de Avis, Portu­gal apresenta-se perante a Europa como um Estado-Nação moderno, coeso e mobilizado, que vai conduzir aos Descobrimentos e a um longo período de supremacia europeia, centrando o processo histórico e a evolução da huma­nidade. Neste processo, no seu dealbar, além de D. João I de boa memória, o legista João das Regras, o estratega militar Nuno Álvares Pereira, o príncipe das sete partidas D. Pedro, o infante D. Henrique das navegações atlânticas, da pertinaz Duquesa da Borgonha Isabel de Portugal, brilha a estrela de João Afonso Esteves de Azambuja o clérigo e o diplomata das grandes tessituras. Foi ele que nos deu o mote para a investigação mais profunda que uma filo­sofia singular sustenta».

Amadeu Basto de Lima

Categoria: Etiqueta:
Dimensões (C x L x A) 15 × 150 × 230 mm
Autores

Amadeu Basto de Lima

Dimensões (C x L x A) 15 × 150 × 230 mm
Autores

Amadeu Basto de Lima

X