Customer Login

Lost password?

Veja o seu carrinho de compras

Blog

Post thumbnail

Apenas Madrugada

«A poética de Francisco José Lopes é indelevelmente marcada pela sua biografia, pois poesia e existência são quase sinónimos para alguém que escreve poemas e reflete sobre o quotidiano, o seu passado e as suas experiências pessoais, com consciência lúcida, mas dilacerada pela espuma dos dias, visto que é intuito da poesia – através da densidade da linguagem poética em si mesma – tentar fazer o inventário do vivido coado através da emoção e sensibilidade do autor. Pois, se não existir dramatismo por detrás dos dias, se não houver angústia, nem reflexão, provavelmente não haverá arte/poesia, como notou Camus ao afirmar: “Se o mundo fosse claro, a arte não existia”.»

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

X